Mensagem do Presidente

A Associação de Municípios de Terras de Santa Maria, a que tenho a honra de presidir, é uma instituição fulcral e decisiva na dinâmica de desenvolvimento deste território formado pelos concelhos de Santa Maria da Feira, S. João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Arouca e Vale de Cambra, aos quais se juntou recentemente o Município de Espinho.
Esta associação, com 32 anos de existência, tem vindo a alargar a sua influência e feito ouvir a sua voz num contexto nacional, reivindicando aquilo que considero termos direito pelo enorme contributo que damos para a economia do país e que é sempre drenado para outras regiões, apropriação que não podemos continuar a admitir.
Trabalhamos muito, criamos riqueza, somos a região mais exportadora do país. Queremos por isso o que é nosso ou pelo menos parte do que produzido por nós. É contra o centralismo destrutivo do conjunto do país, que nos querem fazer crer que é inevitável, que a AMTSM tem vindo a lutar, e a que muitas outras entidades se têm juntado. Como Associação de Municípios, exigimos do poder central mais atenção, e muito em especial ao nível das acessibilidades.

Nesta luta, que temos que travar continuamente, a AMTSM tem um papel decisivo, de aglutinação, de união, de consenso amplo dos líderes políticos dos seus 6 concelhos, independentemente da sua cor partidária.
A razão de ser da AMTSM é a defesa dos interesse comuns desta histórica, orgulhosa e trabalhadora região, dos anseios e desejos das suas populações.
As Terras de Santa Maria, terras historicamente de vanguarda na fundação da nação portuguesa e que compreendiam 14 Concelhos a sul do rio Douro, são uma marca do território e das suas gentes. Quem sabe não conseguiremos um dia voltar a ser este território de 14 Municípios?

Emídio Sousa
Presidente da Associação de Municípios das Terras de Santa Maria

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar no site consente a utilização dos cookies. Saber mais